As jujubas

ninguém mais precisa se esconder entre becos, ruas sem saída e fundos de copos vazios. ninguém precisa mais morrer quando se acredita no passado. quando se é beatles e rolling stones, quando se é tudo e nada, quando se é cara e coroa: humanamente dúbio, triplo, múltiplo. Humanamente falho e risível, duas caras, seis faces, probabilidades e estatísticas, números e palavras. meia noite. noite inteira. Quando se aprecia o inverno e o verão. Prefiro não amadurecer, a podridão acaba com meu lirismo. respiro palavras, degluto desafetos, toco o que é intangível.

Sinto muito - estou viva.