terça-feira, 8 de janeiro de 2013

gosto de pássaros
de desertos
do cerrado
do sertão
das matas
de ver o mar
de olhar as nuvens
gosto de dias ensolarados
gosto de noites estreladas
e de dias de vento frio, mas ensolarados tambem
tenho um fascínio por torres
por construções humildes
por construções suntuosas
gosto de ruínas
e de tudo aquilo que brota em meio a aridez
desafiando a secura
me fazendo lembrar que algo lindo
talvez, um dia, quem sabe?
possa florescer tambem no meu coração cerrado
gosto de livros
de poesia
gosto da melancolia dos poetas incompreendidos
e também do delírio desses
gosto de flores
de folhas
de plantas
do pé, de folha e de prédios também
de paisagens da natureza
de rios
de lagoas
de praias
de mares
de ares
de bares
gosto de vida em forma de animal
bois, cavalos, jegues
insetos
animais domésticos
animais selvagens
flamingos, gaivotas, garças
pardais, vagalumes

ah, gosto de cactus!

gosto das luzes
gosto do fogo
e dos de artifício tambem
gosto de gatos
de expressões espontâneas
gosto de rostos humanos
do corpo frágil
do corpo forte
do corpo nu
de mãos, braços, narizes
olhos e sobrancelhas
gosto de cabelos
gosto de bocas
e tenho uma tara por papel
gosto de cores que se misturam
de auroras boreais e de arco iris
de crepusculos e nascer do sol
gosto de luas cheias
gosto de outono e de primavera
gosto do verão e do inverno
gosto de cores que nao sei definir ao certo quais sao
gosto de paisagens urbanas
de arquiteturas planejadas
e arquiteturas espontaneas
gosto de calçadas
de estradas
gosto de mapas
de tarot e dos astrais
gosto da rua
de árvores
gosto de detalhes banais
daquilo que não é
mas acaba sendo pelo meu olhar

gosto de fazer retratos das coisas
e de pintar paisagem de gente