segunda-feira, 27 de agosto de 2012

confissões

(...) parte de mim tem certeza, a outra não sabe nada. Sei que preciso ir e que ficar me faz extremamente mal. Sei que meu destino está em algum lugar além das fronteiras geográficas, mas acima de tudo além das minhas próprias fronteiras. sei que vou viajando sozinha, sei que o caminho é mais gratificante que o destino e é por isso que gosto de caminhar sem chegar a lugar nenhum e passando por todos os lugares.