domingo, 8 de julho de 2012

saudades

às vezes me batem saudades das coisas mais simples: de uma tarde de aula matada, de uma manhã em sala trocando bilhetes, das nossas primeiras descobertas de um mundo novo. dos almoços cozinhados mais ou menos, das noites passando frio em asuncion, dos dias infinitos na argentina, da brisa que passeava conosco pelas ruínas do peru. não que eu viva de passado, mas é que às vezes me batem saudades e eu vou à nocaute...