quarta-feira, 30 de novembro de 2011

receita de poema

uma dúzia de tarefas
procrastinação
com e-mails controversos
passaportes não tirados
casos encobertos
lençóis virtuais,
ilusões de óptica
insônias voluntárias,
dores nas costas
palavras cruzadas
e meias palavras
pra dentro e pra fora,
no quarto e na sala
rascunho de triângulos
segundas intenções
fumaças e suspiros
inspirações
de buenos aires
chile e bolivia
café derramado
teus sorrisos amargos
minha eterna melancolia
os olhos dele, doce
cartas e borras
no fundo do copo
destino pintado nas estrelas
"eu só quero que você me queira"
noites em claro
quartos escuros
negativo, tu se revela
como fotografia
se pinta na minha tela(...)

e misturo tudo: sílabas, desejos e concretos, cinzas e desertos, catedral e pirâmides, exposições e conteúdos, museus e futuro. e a parte isso tenho em mim todo o sono do mundo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

deixa tua marca