quarta-feira, 30 de março de 2011

sou feita de cartas, tintas e ossos.

gosto da sua companhia, gosto de estar e de ser antes de fazer, gosto de não ter que pormenorizar minhas psicologias, minhas teorias sociais, sexuais, atuais. sem políticas, sem filosofias ou religião, só com a mais essencial das experiências, que é ser. o ser que atravessa oceanos e fusos horários, barreiras de linguagem e que atravessa a mim como bala perdida que procurei por tanto tempo.

shoot me. 

2 comentários:

  1. Quanto tempo não vinha aqui...
    Como sobrevivi tanto tempo sem essa bela, poética e inspiradora escrita?

    ResponderExcluir
  2. amei esse titulo 'sou feita de cartas, tintas e ossos.'

    beijos querida ;)

    ResponderExcluir

deixa tua marca