terça-feira, 30 de novembro de 2010

1

"mas eu sigo e por vezes eu sinto saudade, sabendo que ir em frente e sentir saudade não são exclusivos. e então as minúcias do que fomos me atingem pouco a pouco, começam pelos olhos, vão para os sorrisos e finalmente atingem os joelhos, meu ponto fraco. eu tento não fazer ridículo de mim, mas a piada é inevitável, a vida é irônica às vezes. eu rio um pouco, e lembro de respirar. and then i try to stop to hold on to it. somos todos transitórios, a vida é toda transitória. eu discordaria: as cicatrizes são pra sempre."

Um comentário:

  1. as cicatrizes são para sempre...mas as feridas (definitivamente) não!

    ResponderExcluir

deixa tua marca