sábado, 30 de outubro de 2010

pra não dizer que não falei das flores

tenho necessidade de apagar certas coisas, outras, apesar de tudo, permanecem. pra não dizer que não falei das flores, pra não dizer que não falei de amores, digo - antes tarde do que nunca - que ambos vivem em mim de certa forma, junto com as borboletas e todos os outros bugs que insistem em me rodear:  i love you and all that jazz... numa madrugada de sábado. e então eu me dei conta que de todas as flores, o cactus foi o único que sobreviveu à estiagem. cheio de espinhos, mas sempre fiel. um incenso e um jogo noturno - pra não dizer que não falei dos cactus.

i love you all
and all that jazz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

deixa tua marca