terça-feira, 22 de junho de 2010

vuelvo al sur

o inverno se anunciou na cidade, ele também. o frio a colocava de cama, ele adorava isso. os jogos a pintavam, ele achava lindo. ela fazia seu show, ele pedia bis. ela tirava as máscaras, ele se despia. as folhas já tinham caído, ele só via flores nos olhos dela. ela cozinhava, ele se satisfazia com o aroma. as expressões duras dançavam sobre a face dela, ele ficava instigado. As sombras e luzes corriam pelas curvas dela, derrapando; ele ia devagar. "você é ilogicamente linda." ele disse. ela mudou de assunto. o inverno se anunciou na cidade, ele pediu um café. ela bebeu sem titubear, ele nao sorriu. O receio lhe cortou a língua, ele a deixou correr. "desenho, escrevo, componho, toco, sou auto-didata e estou a caminho do 4º idioma. sou criativa, versátil e carismática.", ela disse. ele adicionou "e doce". ela sorriu generosamente. "si vuelvo al sur, vuelves conmigo?"

Um comentário:

deixa tua marca