quinta-feira, 3 de junho de 2010

cenas

(a cena se passa em um dos espaços verdes da universidade entre o instituto de artes e a galeria piloto, às raízes de uma grande árvore, a mulher senta-se em uma das raízer maiores, coloca a bolsa cuidadosamente em outra raiz e tira os sapatos, posicionando-se de forma a esconder o rosto com um livro fechado entre seus braços. O jovem se aproxima da moça, pulando de raiz em raiz, sorrateiramente até ser percebido pela jovem que, ao levantar o rosto, enxuga lágrimas de maneira desajeitada)

rapaz: oi, eu tava passando por aqui e vi que você tava com uma cara um pouco...
moça: inchada?

(ela seca mais os olhos e dá uma profunda fungada. o rapaz sorri, de pé, olhando para ela)

rapaz: não, hesitante.
moça: é, um pouco disso também.

(a moça sorri com os lábios, os olhos permanecem molhados. o rapaz faz menção de se aproximar)

rapaz: posso?

(fala enquanto se aproxima indicando que vai sentar)

moça: à vontade, eu gosto muito desse lugar, sabe?
rapaz: eu também, sempre passo por aqui.

(silêncio)

rapaz: e então? você quer falar alguma coisa? se não quiser também não tem problema... eu posso só ficar aqui, do seu lado.
moça: obrigada.
rapaz: quando eu fico assim, sabe o que eu faço?
moça: hã?
rapaz: eu tenho uma overdose de arte, eu leio um livro enquanto ouço musica e assisto televisão. se eu pudesse, tomava banho também, tudo ao mesmo tempo. é assim que eu amo, é assim que eu odeio: eu faço do meu sentir, arte. você não precisa temer o leão, raposinha.

(a moça sorri, o rapaz permanece atento, olhando para o outro lado do cenário)

rapaz: minha professora chegou, eu preciso ir. mas você vai ficar bem, não vai?
moça: sim, pode ir tranquilo. obrigada!

(o rapaz levanta e ajuda a moça a levantar)

rapaz: me dá um beijo?

(a moça o abraça forte e lhe beija a bochecha)

moça: boa aula!
rapaz: segue teu caminho, só não fica fria, raposinha. deixa queimar.

(o rapaz sorri enquanto a moça saltita pelas raízes buscando a calçada, descalça, segurando os sapatos nas mãos)

Um comentário:

  1. é bom saber que almas iluminadas como essas ainda existem!

    churrasco...delícia!
    ;D

    ResponderExcluir

deixa tua marca