domingo, 31 de janeiro de 2010

meu papel

descobri que não gosto das palavras ou dos traços, gosto mesmo é do papel, instituição quase mágica na minha vida. Entre dobras, lápis, tesouras, emoções, rascunhos e formas, o que eu mais gosto mesmo é saber que ele é o que eu faço dele: o meu papel, dramaticamente... as folhas de platisco agora são last week, o negócio são os sentimentos de papel...


2 comentários:

  1. para mim também é difil entender o virtual...sou tão apegada ao papel!

    ResponderExcluir

deixa tua marca