quarta-feira, 26 de agosto de 2009

preservação

chega hora em que porta-retratos se tornam estilhaços, fotos se precipitam em uma chuva de papel picado, flores secas se derramam em lixeiras, corações em pingente se dividem e voltam para seus lugares, bons momentos se convertem em amnésia, cartas se incendeiam em chamas - mas não aquelas da paixão.

e então tudo é destruição, uma parte dela diria. a outra diria que é só reciclagem. como diria lavoisier: nada se perde, nada se cria. tudo se transforma.

(essa é a lei da natureza - e nada mais natural que sentimentos)

Um comentário:

deixa tua marca