segunda-feira, 17 de agosto de 2009

dead flowers


, e mais um dia se anunciou: fatal - porque a vida era feita de pequenas mortes, não menos importantes que aquelas grandes, com vestes negras, velas em chamas e flores. a gente definitivamente deveria ganhar flores pelos amores assassinados ao longo do caminho, ou pelo menos pelo fato de estar morrendo um pouquinho a cada dia.

vi os grandes olhos verdes, ouvi a grande gargalhada e a vozinha de criança. lembrei da companhia. ouvi as histórias. tudo no lugar em que esteve, da maneira que sempre foi: sem dinheiro, sem trabalho, sem rumo - mas com muuuuuuita história pra ser feita pra contar.

mais um dia chegou ao fim. morri mais um pouco, porque respirar definitivamente mata. e por isso peço pra todos que me querem por perto por mais tempo que me tirem o fôlego. ou se querem que eu morra um pouquinho de cada vez, vivendo 'muito bem, obrigada', que me dê flores.

2 comentários:

  1. Belo, curto, simples e genial!
    Não digo isso pq eu sou seu brother, mas pq sou seu fã!

    Se morremos um pouco a cada dia, temos que fazer valer a pena todos os momentos que morreram hoje, para que assim possam ser eternos, e ainda temos que nos preservar o suficiente para morrermos muito mais dias e dias.

    ResponderExcluir
  2. Achei tenso. Intenso. Respirar, definitivamente, mata. Prefiro mil vidas sem fôlego à epitáfios.

    ResponderExcluir

deixa tua marca