quinta-feira, 21 de maio de 2009

nada metereológico

ele fechou a janela depois de quase um mês de silêncio, depois de quase um mês de trovoadas sem nenhum sinal de chuva. estou morrendo de sede, ela disse. mas a janela permaneceu fechada.





e você vai saber do que estou falando. ou não. hnf.

Um comentário:

  1. Ele é que estava fechada ao barulho, ele estava fechado da confusão, pois lá fora havia os barulhos da natureza.
    Mas um dia a janela vai se abrir, e ai ouvirá os sons da natureza, é tao bom, e deixa-nos tão calmos. E ele não estava sozinho, ela, a rapariga com sede estava lá com ele mas ele tava de tão maneira fechada que não sentia sua presença.
    Amei o texto, lindissimo.
    Beijo

    ResponderExcluir

deixa tua marca