domingo, 17 de maio de 2009

(des)prazer em conhecer.


constatou que já não tinha nem insonia. o quarto era um misto de roupas sujas amontoadas com papéis não-lidos por toda a parte, além do eterno cheiro de coisa a se fazer pairando no ar. emagrece, minha filha, emagrece. o violão tinha ido embora junto com a carona de bar, o mesmo bar em que sua última vida ficou no chão. quero ficar sóbria, ela dizia enquanto arregalava os olhos e apertava as mãos. dormiu então uma tarde toda para ver se apagava a sau existência. em vão, sempre.

before i met you i was F.I.N.E. (...) como disse o aerosmith há 20 e tantos anos atrás. let it go, let it go, let it go, let it go, let it go.
então antes de adormecer ela disse que sua porta podia estar aberta ou fechada, tudo dependia do referencial.


2 comentários:

  1. Na Física, como na Vida...
    - Realmente, tudo depende de um referencial. De um estímulo que impulsione a vontade.

    Um abraço!!

    Lê Nunes

    ResponderExcluir
  2. Para conseguirmos mudar, é preciso primeiro acreditarmos nisso, e depois fazer de tudo para que isso aconteça:D

    Amei o texto:D
    Beijo

    ResponderExcluir

deixa tua marca