sábado, 4 de abril de 2009

testamento


e pra você, meu achado e meu perdido,
deixo um olhar, deixo uns gestos soltos,
deixo um sorriso de fim de dia.
deixo aquele finzinho de risada,
deixo uns conselhos baratos,
deixo um almoço que nunca fizemos,
deixo minhas mãos desajeitadas.
deixo meus cabelos vermelhos,
deixo umas sutilezas que só falo em palavrões,
deixo os copos de cerveja e deixo minha mãe
deixo a maior poesia água-com-jujuba no fim da noite onde você só me deixou reticências.

2 comentários:

deixa tua marca