domingo, 29 de março de 2009

destination: anywhere


ela vivia com pressa, adiando as obrigações, adiantando a diversão. fazendo milhões de coisas de uma só vez.

'ei minha querida, pra que a pressa em atravessar os trilhos se não há trem algum vindo?' ele perguntou com a mão invandindo o espaço que ela reservava pra si mesma. 'porque a pressa?'

'tenho pressa porque o destino é a morte. e eu quero chegar antes de o sol se pôr.'

Nenhum comentário:

Postar um comentário

deixa tua marca