domingo, 8 de março de 2009

cerveja como são as coisas


ela olhou o sal que iluminava a tulipa de cerveja ao descer até o fundo. o calor lhe fez pensar que ela fosse como um grãozinho daqueles, que estava em queda livre, sem nenhum apoio, mas brilhando sem parar - pelo menos até dar de encontro com o fundo do copo.

e então ele bebeu o mais rápido que pôde, antes que o grãozinho final atingisse o fundo. ufa. eu ainda tinha salvação.

Um comentário:

deixa tua marca