quinta-feira, 5 de março de 2009

ain't that a bitch


por assim dizer, tive uma daquelas noites oníricas. devo ter tomado o porre mais homérico de toda a minha vida e falado as minhas dionísicas todas, em grego mesmo. e de tão onírica, acho que cai da cama...

de repente percebi que eu estava rápido demais, indo pra lugar nenhum enquanto passava por todos os lugares. e sabia que precisava tomar uma decisão ao invés de um puta porre.
e pra minha surpresa as únicas pessoas de quem senti falta foram meus pais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

deixa tua marca