sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

vestido mágico


cansei de mim sempre na 3ª pessoa, sempre em singulares letras minúsculas, sem bons adjetivos ou verbos, apenas um pronome perdido. cansei de mim como um soneto de vinicius, romanticamente deslocado em meio a seus contemporâneos loucos.


era quase meia-noite, o vestido rodado todo amassado de tanto vai-e-vem, a maquiagem caindo aos pedaços, o batom quase inexistente. ela olhou aquele cabelo engraçado, penteado. ouviu seu reflexo responder uma pergunta qualquer: não reconheceu sua voz, estava tão aguda... tão feminina! talvez fosse um vestido mágico, pensou. até olhar para os próprios pés, que estavam enfiados em uma espécie de coturno preto e sujo, os cadarços tortos.

irremediavelmente concluiu que embora tentasse se colocar por trás de qualquer disfarce, mesmo que fosse um vestido mágico, ainda assim seus pés - ou qualquer outra parte - a denunciariam... era só uma garotinha.

2 comentários:

  1. Eu que digo: que bonitinho!
    Adoro escrever em primeira pessoa, mas alguns confundem algumas vezes. rs
    Bjo

    ResponderExcluir
  2. nunca deixamos de ser garotinhas..

    ResponderExcluir

deixa tua marca