domingo, 1 de fevereiro de 2009

'it's gonna be gone soon'

'then what do we do?'

'enjoy it.'

'(...)
outro dia eu te vi com uns caras num bar, rindo como sempre, falando besteira. bebendo. pensei que não bebesse. e voce parecia exausta, mas estava rindo mesmo assim, como sempre inabalável. isso me irritava, nada te atingia... por alguns momentos eu pensei que voce gostava de mim, voce demonstrava sentimentos. mas eu nao entendi de inicio, depois eu percebi que voce era assim com todo mundo o tempo todo, de tanto amar todo mundo voce nao amava ninguem. a verdade é que eu acho que todos preferem uma pessoa fácil, simples de entender. acho que as pessoas gostam mais daqueles filmes da sessão da tarde do que dos complexos em matéria de amor. e voce parece mais um filme conceitual, desses que ninguem entende e que no fim nao quer dizer muita coisa.
(...)
hoje eu sou feliz, tenho uma pessoa que me ama de uma forma simples. uma garota inteligente, bonita, que gosta das mesmas coisas que eu. ela é tão transparente, tão facil de ler. eu a amo de verdade, como nunca amei ninguem.'

'e?' ela lançou um de seus olhares pretensiosos, loucos.

'e voce é incorrigível.' ele completou decepcionadamente nervoso.

'talvez porque eu tenho estado certa esse tempo todo.'

talvez.

Um comentário:

deixa tua marca