terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

estamos indo...

de volta pra casa!
adentrei minha casa antes da meia-noite, estavam todos ali pela sala vendo televisão - ou fingindo ver televisão, o programa não era nada interessante. me senti uma antropóloga, visitando tribos distantes e de hábitos diferentes, o estranho e o familiar bem ali na minha frente.
'hey gente!' saudei os estranhos no sofá e me dirigi ao meu quarto jogando minha bolsa em cima de cama que eu deixei desarrumada antes de sair. fui até a cozinha, tomei um copo d'água, procurei algo para comer. nada. voltei pra sala, sentei-me no braço do sofá já ocupado. ninguém falou nada.
resolvi ficar ali, saber qual a magia de olhar praquela caixa de luz barulhenta e nonsense. acariciei os cabelos da mulher que estava do meu lado. era minha mãe. ela suspirou.
'bem-vinda de volta.' ela falou sem olhar pra mim.
'obrigada.' eu a abracei.
e percebi que não tinha graça nenhuma ver aquela programação da tv. mas tinha toda a graça do mundo ficar ali com aquelas pessoas estranhas que eu gostava tanto e chamava de família...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

deixa tua marca