quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

a-deus


só me senti abrigada em algumas notas musicais,
em algumas linhas mal escritas,
me senti abrigada nos braços da minha mãe.
e então o conforto me veio em uma chuva de verão
na minha voz desafinada traçando uma nova canção
em uma dúzia de tarefas não-obrigatórias mas acumuladas.


aprendi a ser insaciável
só esqueci de aprender a me saciar...
então aprendi a me contentar com uma casinha bonita
vazia-vazia, mas cheia de mim e de poesias.


só me senti abrigada em uma dúzia de canções
em rabiscos sem sentido, em palavras e palavrões
só me senti abrigada na rua, só me senti confortável
seguindo pela contramão.

2 comentários:

deixa tua marca