segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

can(sei)

ela fez as malas, sentou-se ali no velho conhecido banquinho-em-frente-ao-seu-prédio e esperou ele.

'não deixa eu me arrepender.' ela pediu encarecidamente para ele enquanto o abraçava.

'eu não vou.' ele respondeu simples e sério.


sobre alguem que nao vai se arrepender.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

deixa tua marca