quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

gira, gira, gira.


'eu gosto de girassóis.' ela disse.

'voce conhece a história deles?'

ela balançou a cabeça em negativa.

'os girassóis sempre procuram o sol e à noite eles permanecem cabisbaixos. sabe porque? porque eles são apaixonados pelo sol. o sol, grande e quente reinava no alto do céu, nunca parecendo notar a presença do girassol. o girassol vivia triste, nao se conformava que nunca conseguisse alcançar o sol - ele queria mais que tudo tocar o sol. eles pareciam feitos um pro outro, ambos eram amarelos, redondos e bonitos. até o dia em que o girassol descobriu que se tocasse o sol, morreria queimado. mas descobriu que se fugisse do sol, tambem morreria. entao decidiu que ficaria ali, sempre esperando o sol.'

'memso sabendo que nunca ia alcançar?' ela perguntou incrédula, que burros eram os girassóis.

'mesmo sabendo.'

'ui. isso que eu chamo de obsessão. mas... o que será que teria acontecido se o girassol e o sol tivessem ficado juntos???' ela estava curiosa, que história mais boba ela pensou.

'não sei. acho que não teriam durado 3 dias juntos. vaidosos demais, os dois.'

'voce sempre foi um pessimo contador de historias...' ela concluiu.

'e voce sempre foi um sol que finge muito bem ser um girassol.'


sobre alguem que já morou numa mansão e tudo o que quer agora é só uma casinha no campo (rodeada por um jardim enorme de girassóis)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

deixa tua marca