segunda-feira, 26 de janeiro de 2009


ela fitou o telefone, estava ainda e de novo deitada no chão de seu quarto. pensou em escrever alguma coisa, mas a idéia fugiu-lhe como estava fazendo há dias. olhou mais o telefone, sem pensar nada. era mágico, trazia vozes de conforto bem ao pé de seu ouvido.
e o telefone tocou. e isso a fez feliz por uma noite. sempre tão fácil de agradar!


Um comentário:

  1. "e o telefone tocou. e isso a fez feliz por uma noite"
    Acho que me identifiquei com essa parte, não sei por quê. :)
    ótimo blog, parabéns ;)

    ResponderExcluir

deixa tua marca