segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

ei, voce. cuidado ao me ler.

"interprete minhas palavras como quiser, apenas não entenda mal meus sentimentos. eu estou em todas as suas entrelinhas."


'ei, a gente ainda tem uma vida toda pela frente!' ele exclamou pela primeira vez em sua presença. era tão real, eles estavam de fato amarrados à vida tanto quanto à morte e contemplavam um caminho que parecia nunca ter fim, apesar de ser cheio de esquinas e horizontes coloridos e preto e brancos.


ela sentiu o peso de cada palavra envelhecer-lhe uns 3 anos (cada). sentiu uma vontade incorrigível e velha de desistir de tudo. ela ainda tinha uma vida inteira pela frente. ela suspirou.

'eu sei... eu sei.'


'e então?' ele estendeu a mão para ela.


'eu tenho uma vida pela frente. e é por isso que eu temo.' eles tinham trocado de papel.


sobre o futuro, mais obscuro que sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

deixa tua marca