terça-feira, 20 de janeiro de 2009


'de repente eu me vi ali, parada, estagnada. meu Deus, 10 meses se passaram. 10 meses. o que me aconteceu? de repente eu percebi que eu passei tanto tempo olhando para trás pelo meu pequeno espelho para que ninguém notasse que eu não conseguia seguir em frente que me assustei quando vi um rosto de traços leves e olhos pequenos perdidos num espaço. um rosto estranho, pequeno, infantil mas cheio de marcas de cansaço - olheiras, bolsas embaixo dos olhos, sinais de noites mal-dormidas ou nem-dormidas. o rosto era emoldurado por cabelos médios, crespos e pra minha surpresa, vermelhos. manchados com tons que variavam do loiro ao cobre, mas na sua maior parte vermelho. estranho. o rosto parecia tão cansado, parecia de uma pessoa prestes a desabar, prestes a ruir, virar pó. mas ainda assim parecia feliz quando tentava um sorriso. era engraçadinho o rosto. mas era estranho, porque o rosto parecia desviar sempre o olhar do meu, até que eu o encontrasse. era eu. era eu...'
sobre alguém que descobriu que o cabelo mudou de cor de um dia pro outro, memso que tenham se passado 10 meses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

deixa tua marca