quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

ainda?

***
o professor estava escrevendo ao quadro, não devia ter mais de 21 anos e já dava aulas de física para estudantes dos seus 16 anos.

a sala estava silenciosa demais. até ele perceber que ao seu lado estourou algo bem suavemente. 'ploc'. ao se virar para os alunos, percebeu que eram bolhas de sabão.
***

'e aí, como voce tá? ainda com medo?' ele perguntou, sabia que o medo a transformava em uma pessoa que ele odiava: insegura, preocupada demais, impulsiva. alguem que nao sabia pra onde ir.
'não, acho que com receio... sei lá, cara. saudades de quando eu podia soltar bolhas de sabão. o mundo era tão mais colorido. saudade de andar sem rumo nas quadras rindo horrores com a lantejoula. saudade de fazer dietas malucas pra perder 7 kg em 7 dias e perder os kg de fato. saudade de deitar na canga na grama do parque com pessoas que eu nem conheço. saudade de ser pirralha mais que agora. saudade de usar roupa de homem sem ninguem encher o saco. saudade de nao precisar me maquiar. saudade do fundão. saudade do meu cabelo comprido. saudade de poder mudar de cor a cada 15 dias. ou pelo menos de acordo com meu humor flutuante daquele tempo.'
'é, bons tempos.'

Nenhum comentário:

Postar um comentário

deixa tua marca