segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

amor: substantivo masculino, abstrato.


ela era uma garota conceitual, embora nao fosse um conceito. sua memória era assustadoramente sua amiga, apesar de ser uma garota tão distraída. e sentia uma necessidade incessante de nomear tudo, de classificar tudo, de saber tudo em minúcias, ...
estavam a garota e o garoto talvez no ponto mais alto da cidade, admirando o céu nublado ao longe. ora andavam em círculos, ora paravam.
'o que voce tá pensando?' o garoto perguntou ao perceber que a garota ia longe, mais longe que ele pudera ir.
'tô olhando as pessoas fazendo coisas ridículas lá embaixo' ela apontou dando risadinhas contidas, talvez para não mostrar os dentes (será que tinha algum pedaço de biscoito preso neles?) ele contemplou. 'as pessoas são tão pequenas daqui de cima, é tudo tão pequeno daqui da cima.' ela continuou.
'é.' ele pontuou, monossilábico como sempre. (silêncio) 'faz tempo que voce nao vinha aqui?' ele agora interrogou.
'uhum.' ela continuou admirando o quão grande era ser pequeno. um pequeno universo estava contido em cada um daqueles pontinhos que vagava pela imensidão dos gramados verdes lá embaixo. 'fazia tempo, acho que três anos ou mais...'
eles pausaram. o vento bateu forte, bagunçando ainda mais os cabelos milimetricamente desarrumados dele e lutando contra os cabelos dela. 'eu vou sentir saudade também, mas eu volto.' ele olhou ao longe.
'promete?' ela questionou, ainda se pergutnando internamente se ele voltaria pro mirante ou pra ela. ou pros dois, ao mesmo tempo, quem sabe...
e ela sorriu ao perceber a afirmativa dele com a cabeça e se contentou com isso, sentindo milhares de cristaizinhos se espalharem pelo seu peito com a explosão de sentimentos estranhos que ela nao sabia nomear.
e nem queria nomear.

Um comentário:

  1. "sentindo milhares de cristaizinhos se espalharem pelo seu peito com a explosão de sentimentos estranhos que ela nao sabia nomear..."

    cristaizinhos.
    que linda definição!

    ResponderExcluir

deixa tua marca