quinta-feira, 6 de novembro de 2008

biscoitos

'isso às vezes me assusta. eu tento tanto me escrever em entrelinhas sem perceber que é só isso que as pessoas lêem em mim. talvez porque a capa do meu livro ou minhas meias-palavras sejam inteiras demais... e eu me perco nesse meu escrever de mim.' 3ª Pessoa do Singular, mais plural que nunca!


'do que a gente tava falando mesmo?'


'de como as pessoas que não são o que deviam ser sofrem. ou seja, do sofrimento universal.'


'acho digno...'


(...)


'é como dizia o livro 'não era nem o mais bonito e nem o mais inteligente', eu compreendo isso, algo além da mediocridade cotidiana, sabe?'


'voce tá filosófica hoje, não?'


'viver é que é uma eterna filosofia! acho que nem platão, nem sócrates, nem schoppenhauer explicam.'


'qual sua filosofia?'


'a minha? a minha é a dos biscoitos!'


'biscoitos?'


'sim! sabe, os homens são como biscoitos recheados...'


?


'sim, biscoitos recheados! eles são saborosos, alguns são caros, outros baratos, alguns prestam, outros não... uns são doces demais e enjoam rápido, outros não têm gosto de nada, tem uns que se a gente aperta demais vira pó... uns de qualidade, outros de nenhuma! ja viu os biscoitos? todos eles cabem na palma da sua mão, é só pagar o preço! mas de uma coisa, eu tenho certeza: iguais ou diferentes, todos eles fazem mal do meeeeeeeeeesmo jeito...!(...) e eu tô de dieta!!!'


sobre homens e biscoitos. (e uma garota que já se engasgou com um monte deles)

2 comentários:

  1. Sempre trago um pacotinho de biscoitos na bolsa!

    interessante a tua colocação =D

    ResponderExcluir
  2. aha
    mas são gostosos...
    e as vezes trancendem o físico pra alimentar demanda emocional. não?

    ResponderExcluir

deixa tua marca