segunda-feira, 27 de outubro de 2008

no more tears. (or beers)


'isso me deprime. pronto, falei. nem mais um gole de álcool me consola ou me renova, nem uma lágrima me lava a alma, nem o sono me tranquiliza. estou velha e acabada, encontrei um cabelo branco e descobri que todos os meus pertences cabem em uma caixa de papelão!
'sério? de microondas ou de tv?'
'de tv...
'quantas polegadas?
'hm, 29.'
'ah, entao até que voce tem bastante coisa...'
'é, fato. mas ainda assim estou acabada. estou velha, começando a enrugar, gorda, feia. nem me aguento. e como emagrece se comer é o consolo?'
'é, comer é legal...'
'hem? não, eu sou mulher, não é esse comer, besta!
'ah...'
'não sei mais o que fazer. nada faz nenhum sentido. não gosto nem mais de estudar, não leio mais nada que não seja obrigatório e todas as aulas parecem me assassinar. e não tenho mais que um real na minha carteira.'
'isso é triste. mas como voce ficou assim?'
'é uma boa pergunta, tambem queria saber a resposta...'
(silêncio)
'eu gosto de voce... vamos tomar um porre?'
sobre inesperanças.

Um comentário:

deixa tua marca