sábado, 4 de outubro de 2008

...


'me diz porque voce não me esperou?' elaperguntou.


'voce não queria que eu esperasse, voce me mandou embora. ' ele respondeu.


'nao, nao mandei!' ela arguia.


'voce se despediu. voce disse que era nova demais.' ele agora abaixava a cabeça.


nova demais. mas ela nao estava mentindo. ela agora queria tocar-lhe o rosto, mas sabia que isso não a faria tocar seu coração.


'eu queria que voce tivesse ficado. eu queria ter largado tudo, eu queria ter arriscado. eu queria ter ido com voce e terminado aquela tarde. eu queria, juro que queria.' ela agora selamentava.


'e porque nao foi?' ele agora pergutnava, queria mesmo saber.


'porque se eu corresse atrás de voce eu certamente tropeçaria: eu estava em saltos muito altos.'


e ele sabia que literalmente ela só usava tênis.


2 comentários:

  1. Ah como é bom voltar a ler teus textos..eles me completam de cá pra lá como uma boa pirueta.
    ;)

    me impressiona teu lirismo..é tudo tão sutil e ao mesmo tempo intenso...teus textos brigam dentro de uma mesma realidade e leva quem lê junto com eles...adoro de verdade.

    beijos, minha linda.

    ResponderExcluir
  2. Muito belo o texto, a foto por sí só fala. Ótima criação. Visite meu blog tbem!

    ResponderExcluir

deixa tua marca